Saiba como funciona a visitação ao Refúgio de Alcatrazes

O Refúgio de Alcatrazes é uma Unidade de Conservação Federal (UC) que está sob a gestão do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).  Trata-se de um lindo arquipélago repleto de uma vida silvestre riquíssima.

Esse paraíso fica aqui em São Sebastião, litoral norte de SP. O local conta com mais de 1300 espécies, sendo que cerca de 100 estão à beira da extinção. Lá, você encontrará o maior ninhal de Fragatas (Fregata magnificens) do Atlântico Sul.

O Refúgio de Alcatrazes também é onde mais de 10 mil aves marinhas se alimentam, se reproduzem e descansam. É nessa UC que está concentrada a maior quantidade de peixes da região sudeste brasileira. São peixes das mais diferentes cores e tamanhos, que ficam por ali para crescerem e se multiplicarem. Já deu para imaginar o visual desse lugar, não é mesmo?

Neste post, vamos te explicar o que fazer por lá, qual a melhor época do ano para visitação e como você pode agendar uma visita ao arquipélago. Confira!

O que fazer no Refúgio de Alcatrazes?

Existem dois tipos de visitação no Refúgio de Alcatrazes.

Visita Embarcada

Nesse tipo de visita, o intuito é apreciar toda a beleza e biodiversidade do arquipélago. É permitido que os visitantes façam snorkeling (mergulho de flutuação) para observarem a vida marinha e registrarem imagens.

Prepare-se para ver baleias, golfinhos, vários tipos de tartarugas, tubarão-martelo e muito mais!

Mergulho Autônomo

Em Alcatrazes, você também pode fazer o mergulho submerso livre ou com o uso do cilindro de oxigênio. A visibilidade do local é considerada boa, variando entre 5 e 30 metros de acordo com a época da visitação.

Foram mapeados 10 pontos onde o mergulho autônomo é permitido, cada um deles com níveis distintos de profundidade e dificuldade. A paisagem dos ambientes também muda de ponto para ponto de mergulho. Vale a pena conferir todos, pois são únicos.

Qual a melhor época para visitar o Refúgio de Alcatrazes?

A visitação ao Refúgio de Alcatrazes fica aberta durante todo o ano, mas existem épocas mais propícias para você ver determinados animais e pegar condições climáticas melhores. De novembro até maio são os meses mais indicados para quem quer fazer o mergulho autônomo.

Além disso, a temperatura também é mais agradável nessa época e as condições oceanográficas para a embarcação navegar costumam ser melhores.

Independentemente de quando você decidir visitar o Refúgio de Alcatrazes, é muito provável que seja possível avistar a baleia-de-bryde e várias espécies de golfinhos. Agora, se você está indo atrás da baleia-jubarte e dos albatrozes, procure agendar sua visita em junho, julho ou agosto.

Como agendar uma visita ao Refúgio de Alcatrazes?

Apenas empresas do setor de turismo devidamente cadastradas pelo ICMBio Alcatrazes podem operar visitação ao arquipélago. Quanto às embarcações particulares, é permitida a ida até Alcatrazes, mas somente quando acompanhadas por condutores capacitados e autorizados.

Esses condutores são incumbidos da segurança dos visitantes e também têm a responsabilidade de orientá-los e informá-los quanto às regras ambientais do local. Consulte as empresas cadastradas aqui em São Sebastião e agende sua visita.

O litoral norte de São Paulo tem outros pontos turísticos de natureza exuberante para você conhecer. Continue sua leitura e conheça as ilhas de São Sebastião!

4 mirantes no litoral norte de SP incríveis para você visitar

O bem-estar que o contato com a natureza traz para a vida das pessoas tem feito cada vez mais turistas optarem por viagens à destinos que ofereçam atividades ao ar livre. Uma boa ideia de passeio nesse estilo é ir à pontos turísticos com vistas incríveis, como é o caso dos mirantes no litoral norte de SP.

Já não é segredo para ninguém que a costa paulista tem uma beleza de tirar o fôlego, mas ver as praias paradisíacas de São Sebastião de cima é algo que realmente vai recarregar suas energias.

Para te ajudar nessa diversão, listamos neste blog post os 4 mirantes no litoral norte de SP que você precisa conhecer. Confira!

1. Mirante Barra do Una/ Juquehy

Para chegar lá, siga pela estrada antiga que conecta as praias de Juquehy e Barra do Una. A vista é totalmente deslumbrante, em especial o espetáculo que a natureza proporciona no encontro das águas escuras do Rio Una com o mar.

Dá para fazer o percurso de carro, mas muita gente costuma colocar o tênis de caminhada e optar pelo trekking até o Mirante da Barra do Una/Juquehy. Ver o pôr-do-sol lá de cima é realmente uma experiência inesquecível.

2. Mirante da Cruz Cambury/Boiçucanga

O Mirante da Cruz fica no topo do morro que divide as Praias de Boiçucanga e Cambury. Lá de cima, você terá uma vista linda dessas duas praias, que são um verdadeiro espetáculo da natureza na cidade de São Sebastião.

No começo do trajeto, dá para ver o manguezal do Itacorubi. O local é cheio de bromélias e, alguns dias, é capaz de você ver gralhas azuis voando por ali.

3. Mirante Maresias/Paúba

Esse mirante fica no meio da trilha que liga a Praia de Maresias à Praia de Paúba. Partindo de Paúba, você verá as placas indicativas “Rota Pedestre”. Se estiver saindo de Maresias, vá até o canto esquerdo da praia, entre no condomínio Promontório e é só seguir morro acima.

São mais ou menos 2 km de trilha, com algumas subidas, mas nível fácil. Na verdade, existem vários pontos nessa trilha que servem de mirante para você apreciar o visual no litoral norte de SP.

4. Mirante da Praia de Maresias

Essa é a vista mais clássica da Praia de Maresias. A entrada fica escondida em uma das curvas da Rodovia Rio-Santos, no trecho da serra que liga o bairro de Boiçucanga à Maresias. No sentido Maresias, quase no final da serra, tem uma entrada à direita, por onde passam os dutos da Petrobrás.

Justamente pela entrada do Mirante da Praia de Maresias ser em um trecho de serra, não aconselhamos que você acesse o local se estiver dirigindo no sentido Boiçucanga, pois essa é uma atitude bastante perigosa.

Dito isso, não deixe de visitar esse mirante se estiver pelo litoral norte de São Paulo. De lá, é possível ver toda extensão da Praia de Maresias, do Canto do Moreira à Barrinha, e a mata atlântica do morro, que completa a paisagem incrível do mirante.

Se você não resiste a um pôr do sol espetacular, continua a sua leitura com esse blog post sobre 4 lugares para ver o pôr do sol no litoral norte SP.

Conheças as ilhas de São Sebastião!

Há praias para todos os gostos no litoral norte de SP, com mar calmo até aquelas que contam com ondas incríveis para alegria dos surfistas. Além das praias, as ilhas de São Sebastião também são um grande atrativo para turistas durante todo o ano.

Neste post, vamos falar sobre as ilhas que são mais visitadas aqui na cidade: As Ilhas, a Ilha das Couves, a Ilha dos Gatos e o Montão de Trigo. Existem passeios de barco para te levar até elas, como a Rota das Ilhas, mas em algumas você pode até chegar remando ou nadando. Confira!

Arquipélago D'As Ilhas

As Ilhas é o nome do arquipélago que fica bem pertinho da praia da Barra do Sahy, a apenas 1,5 km da costa. Quando o mar está tranquilo, dá para chegar lá com caiaque, stand up paddle, canoa ou até nadando, para quem tem um pouco mais de preparo físico.

Você também pode optar por ir de barco. As saídas acontecem nas praias de Boiçucanga, Camburi, Juquehy e Barra do Una, normalmente do lado esquerdo, que é onde ficam as barras dos rios no litoral norte de SP.

Dá para escolher ir só para As Ilhas ou fazer o passeio da Rota das Ilhas, que também inclui paradas na Ilha dos Gatos e Ilha das Couves.

Ilha das Couves

A Ilha das Couves fica bem perto d’As Ilhas, mas se você está na praia, não consegue ver. Isso porque ela está escondida atrás do arquipélago da praia da Barra do Sahy. Só não vale confundir com a ilha de mesmo nome que fica em Ubatuba, também no litoral norte de SP, pois essa aqui é diferente.

Quem toma conta da Ilha das Couves de São Sebastião é um casal bastante gentil. Por lá, dá para acampar e você também conta com estrutura de banheiro e cozinha. Quem curte mergulhar, vale a pena conhecer os pontos de mergulhos do local.

Se quiser ir remando para a Ilha das Couves, aventure-se no passeio de canoa havaiana com saída da praia de Juquehy.

Ilha dos Gatos

Por incrível que pareça, a poderosa família Rockefeller, depois da Guerra Fria, cogitou morar na Ilha dos Gatos. A intenção era fugir de um possível ataque nuclear soviético. Eles chegaram até a construir uma mansão no topo da ilha. As ruínas ainda estão por lá, mas você só consegue chegar por uma trilha na mata fechada.

Atualmente, o guardião da Ilha dos Gatos se chama Caio. Ele nasceu em São Paulo e há mais de 3 décadas é morador desse paraíso. Caio vive do que a natureza dá para ele e seu trabalho é ajudar na preservação desse patrimônio incrível.

Ilha Montão de Trigo

Ainda hoje, existe uma antiga comunidade de caiçaras sebastianenses que moram no Montão de Trigo. Diferente das outras ilhas que citamos aqui, o Montão de Trigo fica mais longe da costa  - são 13 quilômetros.

Não são todos os barcos que te levam até lá, mas dá para encontrar embarcações que fazem esse passeio saindo da barra do rio em Boiçucanga e da Barra do Una. Leve sua máscara de snorkel e aproveite para curtir as piscinas naturais que se formam por ali.

Além das ilhas de São Sebastião, também existem muitas outras atrações pelo nosso litoral para você se divertir. Continue sua leitura e saiba o que fazer em Maresias além de ir para a praia.

4 lugares para ver o pôr do sol no litoral norte SP

Se você procurar por qualquer ranking das praias mais lindas da costa paulista, com certeza encontrará na lista várias praias de São Sebastião. As praias de Maresias, Paúba, Toque Toque Pequeno, entre outras são lugares paradisíacos para ver o pôr do sol no litoral norte de SP.

Em algumas praias, é melhor ficar mais para o canto direito para ver o sol se pôr. Em outras, que são mais viradas para o sentido oeste, você vai se encantar com o sol se pondo no mar. Te contamos tudo aqui nesse post, confira!

1.      Pôr do sol em Boiçucanga

Vindo de São Paulo sentido litoral pela Rodovia Rio Santos, Boiçucanga fica bem ao lado de Maresias. O que divide esses dois bairros de São Sebastião é a serra.

Definitivamente não é à toa que a praça que fica de frente para o mar na orla de Boiçucanga é chamada de Praça Pôr do Sol. Sem dúvidas, esse é o melhor lugar para ver o sol se pôr em Boi.

A praça tem uma pista de skate grande para quem quer sentir a vibe do pôr do sol com adrenalina. Também tem parquinho para a criançada, além de bancos e muretas para sentar, relaxar e ver o espetáculo do sol se pondo tranquilamente.

2.      Pôr do sol em Toque Toque Pequeno

Para definir a praia de Toque Toque Pequeno, o melhor adjetivo que podemos usar é charme. Antigo vilarejo de pescadores, os apenas 400 metros de extensão da praia dão um clima de exclusividade e tranquilidade.

Inclusive, ainda hoje você encontra os caiçaras vendendo seus pescados na areia da praia, mas o local já tem diversas casas grandes e bonitas.

Toque Toque Pequeno ainda tem uma capelinha linda. Sua construção data do começo do século XX e, como toda a praia, é muito charmosa.

O pôr do sol em Toque Toque Pequeno é de tirar o fôlego, pois devido à sua posição geográfica, você verá o sol se pondo no mar. Nossa dica é continuar na praia até as estrelas darem seu show particular no céu de Toque Toque. Em dias de lua cheia, a luz refletida no mar é impactante.

3.      Pôr do sol em Paúba

Paúba fica bem pertinho de Maresias, a apenas 5 minutos de carro do canto esquerdo da praia. É uma praia pequena, com areia branca e mar cristalino. Todos os dias, os caiçaras saem para fazer pescaria artesanal.

A praia é cercada de Mata Atlântica e, como na praia de Toque Toque Pequeno, em Paúba, o sol também se põe no mar, pois sua localização está mais virada para oeste. Não estranhe se você ver as pessoas batendo palmas para esse momento mágico que a natureza proporciona na praia de Paúba.

4.      Pôr do sol em Maresias

A praia de Maresias é a mais badalada do litoral norte de SP, muito frequentada pelos surfistas em busca de ondas perfeitas. Afinal de contas, é a cidade natal do bicampeão mundial de surf Gabriel Medina.

Durante o outono e inverno, o sol em Maresias se põe atrás da montanha. A luz do outono em contraste com o verde da Mata Atlântica é realmente maravilhoso, mas para ver o espetáculo completo, fique do meio para o canto esquerdo da praia.

Já durante as estações mais quentes do ano (verão e primavera) o sol se põe em outra posição, bem perto do Montão de Trigo, uma ilha que é possível ver da Praia de Maresias, olhando para o canto direito. Nessas épocas do ano, até mesmo no Canto do Moreira dá para ver a bola de fogo sumindo no horizonte, atrás do mar.

Agora que você já conhece os lugares mais lindos para ver o pôr do sol no litoral norte de SP, continue sua leitura e saiba qual a melhor época do ano para ir à Maresias!

Surf em Maresias no inverno: ondas incríveis no litoral norte SP

Há quem diga que o verão é a melhor época do ano para visitar a praia de Maresias, no litoral norte de SP. Só que os surfistas costumam discordar, já que o surf em Maresias no inverno costuma ser a melhor temporada de ondas do ano todo.

Claro que surfar sem roupa de borracha, na água quentinha e com sol é muito gostoso. Porém, o verão no litoral norte de SP costuma ser marcado por intervalos de vários dias sem onda ou então apenas com marolas.

Por isso, os surfistas gostam mesmo é de frequentar a praia de Maresias no inverno. A ondulação é bem constante, perfeita para todo mundo fazer a cabeça. Então, vamos falar mais um pouquinho sobre as condições de surf em Maresias.

Como é o mar da praia de Maresias?

O litoral norte de SP como um todo tem ondas incríveis para serem surfadas, mas a praia de Maresias – terra natal do bi-campeão mundial de surf Gabriel Medina – é um lugar onde a cultura do surf é realmente muito presente.

Não é à toa, já que Maresias é um dos melhores picos de surf em todo o Brasil. Basicamente, trata-se de uma praia de tombo que possui várias bancadas ao longo de seus 5 km de extensão.

É claro que Maresias tem vários dias no ano em que o mar parece mais uma piscina, completamente flat, para os turistas e moradores aproveitarem as águas cristalinas da praia para relaxar.

Nesses dias, também dá para praticar outros esportes dentro do mar, como natação, travessias de stand up paddle e canoa havaiana.

Só que nos dias que a ondulação certa entra, aí é a vez dos surfistas se divertirem com o presente que a natureza mandou. O mais legal é que esse presente costuma ser ondas bem tubulares e perfeitas.

Quais são as melhores condições para surfar em Maresias?

O surf em Maresias é realmente abençoado, pois funciona praticamente com qualquer tamanho de swell. Ou seja, quase sempre tem uma valinha para fazer a cabeça dos surfistas e para encantar quem fica na areia assistindo.

Só que o surf em Maresias no inverno costuma ser marcado por ondas grandes, rápidas e bem fortes (daquelas que liberam uma enxurrada de adrenalina no corpo, sabe?).

Anota aí para não se esquecer jamais dessa informação: a condição mais clássica para surfar em Maresias é o famoso “sul com leste”. Ou seja, é quando entra a ondulação de sul com vento leste – o sempre esperado vento terral.

O Canto do Moreira (CDM) é o canto direito da praia de Maresias, onde quebram as maiores ondas e também o local em que o crowd de surfistas profissionais, locais e fotógrafos fica concentrado.

Quanto mais para o canto esquerda você vai, menor costumam ficar as ondas, até chegar na Barra do rio, conhecida como Barrinha.

Para finalizar as dicas de surf em Maresias no inverno, um último conselho: faça sua reserva na Pantai Maresias e hospede-se a pouquíssimos passos de uma das ondas mais perfeitas do Brasil!

Praia no Inverno: vale a pena?

A gente sabe que o verão no litoral norte de SP é super divertido, cheio de gente, badalação, sol de rachar e muito mais. Mas, depois que a alta temporada acaba, vale a pena ir para a praia no inverno?

A resposta é simples e direta: vale a pena sim (e muito!). Existem várias vantagens em frequentar a Praia de Maresias ou qualquer outro lugar na costa nessa época. Inclusive, há quem prefira muito mais ir à praia na baixa temporada do que no auge do verão.

Leia este post e saiba as razões pelas quais a praia no inverno vale muito a pena!

Praia no inverno: menos gente para curtir o paraíso

Já imaginou chegar na praia, não ter dificuldade para estacionar seu carro, encontrar um espaço na areia com tranquilidade e ficar relaxando ao som das ondas do mar? Pois essa é a praia no inverno.

A baixa temporada é muito legal até mesmo para os surfistas, pois o crowd (quantidade de pessoas surfando) é menor e as ondas são muito melhores nessa época do ano.

Então, se você é o tipo de pessoa que acaba se estressando com muita gente fazendo barulho, com praias lotadas e areia pelando de tão quente, a praia no inverno é uma ótima pedida para sua viagem. Isso porque a maior parte das pessoas prefere visitar destinos nas montanhas para curtir o frio.

Praia no inverno: clima agradável e quase não chove

Lembre-se que moramos em um país tropical, o que significa que o inverno na Praia de Maresias e no litoral norte de SP como um todo ainda permitem que você vá à praia tomar sol e mergulhar no mar.

Durante o inverno, a grande maioria dos dias é de céu aberto, sol brilhando e baixa probabilidade de chuva. O sol não é de rachar como no verão, o que não deixa de ser uma vantagem.

Afinal de contas, você não corre o risco de queimar a pele, ficar ardendo e mal conseguir aproveitar a viagem depois. Pode acreditar: a temperatura durante o inverno é muito agradável e vai te surpreender!

Só não vale esquecer do protetor solar, pois mesmo no inverno e com o clima mais ameno, ainda há perigo de câncer de pele. Isso porque a radiação solar está presente durante todo o ano.

Praia no inverno: os mosquitos desaparecem

Quem fica cheio de manchas vermelhas pelo corpo ao ser picado por mosquitos, vai simplesmente amar a praia no inverno. Essa é a fase do ano em que eles deixam todo mundo em paz na Praia de Maresias.

Enquanto no verão você precisa acordar e já passar repelente – sem falar no final de tarde, que também é um dos horários que os borrachudos e pernilongos entram em ação – durante o inverno o cenário é bem diferente.

Isso acontece porque a velocidade de reprodução dos mosquitos no clima mais moderado é bem mais devagar. Por consequência, tomamos menos picadas. Já deu pra sentir o alívio que é dormir sem zum zum zum na orelha, né?!

Além de tudo isso, a Praia de Maresias no litoral norte de SP na baixa temporada é a melhor época para economizar na sua viagem.

Já dizem os especialistas em finanças que a Lei da Oferta e da Procura é universal para todos os mercados. Com o setor de turismo não é diferente.

A praia no inverno oferece hospedagens, alimentação e passeios mais baratos. E ainda é mais fácil encontrar disponibilidade. Sensacional, certo? Pois é!

Venha curtir a Praia de Maresias com muito conforto e preço justo. Confira nossas Ofertas & Pacotes!

4 razões para você viajar para praia no Outono!

O verão chegou ao fim e, com isso, começou uma temporada muito legal: o outono. Viajar para a praia no outono é uma ótima opção e já vamos entrar nos detalhes dos porquês. Fato é que a maioria dos destinos fica menos cheio, a temperatura é mais amena (mas ainda dá para sentir calor e tomar banho de mar!) e os preços são mais em conta.

A transição do verão para o inverno em um país de clima tropical, como é o caso do Brasil, proporciona temperaturas super agradáveis. Sabe quando você sente calor, pega um bronzeado, mas não fica torrando? É isso! O outono na praia é muito gostoso.

A luz do outono tem sua beleza particular. Ainda que os dias sejam um pouco mais curtos do que no verão, o entardecer traz um laranja encantador, perfeito para tirar aquelas fotos incríveis da sua viagem.

Abaixo, listamos quatro razões para você viajar para praia no outono.

1. A hospedagem é mais barata

Como a demanda por hospedagem durante o outono é menor em comparação ao verão, o valor da diária fica mais barato. Para você ter uma ideia, dá para economizar cerca de 20% viajando no outono para praia.

Com menos pessoas na estrada, você ainda tem a vantagem de não precisar se preocupar com o trânsito. E isso vale para o destino visitado, que terá uma quantidade menor de turistas circulando, consequentemente, um fluxo de carros menor.

Nada como ter que estacionar sem problemas em encontrar uma vaga, não é mesmo?

2. Não tem fila de espera nos restaurantes

Uma cena muito comum durante a alta temporada é ver os turistas esperando vagar uma mesa para que possam sentar e fazer suas refeições. Viajar para a praia no outono é dificilmente ter que passar por esse tipo de situação.

Não há tumulto e filas nos restaurantes, o que te permite planejar com tranquilidade aonde ir para provar novos sabores. Ou então para almoçar rapidinho e voltar para a praia curtir o pôr do sol.

3. Outono é temporada de ondas para o surfistas

Aqui em Maresias, e muitas outras praias do litoral norte de SP, o outono é temporada constante de swell (ondulação). Para a alegria dos surfistas, não faltam boas ondas que fazem a cabeça da galera.

Mesmo que você não pratique o surf, vai adorar sentir a vibe da praia de Maresias no outono - ou de outro destino que seja frequentado por surfistas. Muita gente bonita, cheia de energia e de muito bom humor depois de um dia de altas ondas.

Dica: se estiver em Maresias e quiser um pedacinho de mar mais tranquilo para mergulhar, vá para a Barrinha. Fica no canto esquerdo e a ondulação entra menor ali.

4. A temperatura é muito agradável

Apesar de já termos falado sobre esse assunto no começo do texto, vale a pena entrar um pouco mais no tema. Isso porque o clima durante o outono na praia é mesmo muito incrível.

Não faz frio como no inverno, mas também não tem aquele solzão de torrar do verão para te deixar ardendo. Sem falar como é gostoso dormir na praia durante essa estação de temperaturas agradáveis.

Você sabia que Maresias tem muito mais do que praia para te divertir durante sua viagem? Leia este post e saiba o que fazer em Maresias além de ir para a praia.

Praia de Maresias: por que ficar na Pousada Pantai?

A Praia de Maresias é um dos destinos mais procurados no litoral norte de SP pelos turistas. A viagem de carro saindo da capital paulista dura cerca de 3 horas e a descida da serra pode ser feita pela Mogi-Bertioga, pela Rodovia dos Imigrantes ou pela Anchieta.

Depois, basta seguir a Rodovia Rio-Santos, aproveitando o visual incrível até chegar ao bairro de Maresias, que fica na cidade de São Sebastião. Há muito o que fazer por aqui além de ir à praia e do surf, como rapel na cachoeira, mergulhos, tour de bike, entre outros passeios.

Para curtir seus dias na Praia de Maresias ao máximo, escolher a hospedagem ideal é super importante. Neste post, vamos te contar porque a Pousada Pantai é sua melhor opção. Confira!

Praia de Maresias: localização da Pousada Pantai

A Pousada Pantai fica bem pertinho da praia, entre as entradas 8 e 9. São apenas alguns minutinhos andando (150 metros) até você chegar às águas cristalinas da Praia de Maresias.

A rua da Pantai é logo atrás da avenida principal (paralela à Avenida Doutor Francisco Loup), sendo uma localização estratégia para quem prefere passear a pé por Maresias.

Isso porque a maior parte dos restaurantes, bares e baladas daqui ficam muito perto da Pantai, como é o caso do Santo Gole, Sirena, A Firma Pizzaria, Sqina Bar, Terral, Badauê, entre outros.

Praia de Maresias: acomodações da Pousada Pantai

Os apartamentos da Pousada Pantai são ideais para casais, famílias e grupos de amigos, já que temos diferentes opções de acomodações.

Todas oferecem muito conforto e praticidade, com ambiente amplo, cozinha americana totalmente equipada, ar-condicionado, piscina ao ar livre, além de TV Led com canais a cabo e wi-fi. E tem mais: o estacionamento é gratuito!

Tudo em um ambiente com privacidade, pois trabalhamos com apenas 10 apartamentos, divididos entre as categorias:

Standard Flat (até 2 pessoas)

  • Suíte com cama de casal
  • Ar-condicionado
  • Ventilador de teto
  • TV LCD 32"
  • Área externa privativa
  • Pequena sala com mesa de jantar
  • Cozinha estilo americana equipada com pia, fogão, geladeira, micro-ondas e utensílios em geral (Louças, panelas e talheres)

Comfort Flat (até 5 pessoas)

  • Sala ampla com sofá
  • Ar-condicionado
  • Ventilador de teto
  • TV LCD 32"
  • Área externa privativa
  • Banheiro privativo
  • Cozinha estilo americana equipada com pia, fogão, geladeira, micro-ondas e utensílios em geral (Louças, panelas e talheres)

Duplex Flat (até 6 pessoas)

  • 2 Suítes
  • Ar-condicionado
  • Ventilador de teto
  • TV LCD 32"
  • Pequena externa privativa
  • Pequeno ambiente de estar com sofá
  • Cozinha compacta equipada com pia, frigobar, micro-ondas e utensílios em geral (Louças, panelas e talheres)

Master Home (até 6 pessoas)

  • 2 Quartos
  • Ar-condicionado
  • Ventilador de teto
  • Sala ampla com mesa de jantar
  • Jogo de sofá
  • TV de LCD 40"
  • Área externa privativa com churrasqueira
  • 2 banheiros privativos
  • Cozinha americana equipada com pia, fogão, geladeira, micro-ondas e utensílios em geral (Louças, panelas e talheres)

Venha para Praia de Maresias e divirta-se fazendo ecoturismo, relaxando na areia, tomando um banho de mar ou curtindo a noite daqui.

Faça sua reserva pelo site da Pousada Pantai e garanta a melhor tarifa!

3 coisas para fazer em Maresias no Litoral Norte de SP

Não faltam coisas para fazer em Maresias, uma das praias mais badaladas do litoral norte de São Paulo. Com cerca de 5 km de extensão, a praia de Maresias tem 20 portões que dão acesso à areia, além de outra entrada no Canto do Moreira.

Muita gente não sabe, mas Maresias não é uma cidade e sim um bairro inserido no município de São Sebastião, que se divide entre a Costa Sul e a Costa Norte. Algumas das praias que fazem parte da Costa Sul são Maresias, Praia da Baleia, Cambury, Toque Toque Pequeno, Toque Toque Grande, Calhetas, Santiago, Paúba e Boiçucanga.

Na Costa Norte ficam as praias localizadas no entorno do centro da cidade, de onde sai a balsa para Ilhabela. Mas já que o assunto é o que fazer em Maresias, chegou a hora das dicas. Vamos lá!

1. Praia de Maresias

Existem várias casas, em sua grande maioria dentro de condomínios, à beira-mar na Praia de Maresias. Como é proibido construir prédios, o visual ainda remete a um lugar menos urbanizado.

Para quem não está hospedado nesse tipo de acomodação, o acesso à praia é feito pelas entradas. São corredores que ligam a Avenida Francisco Loup até a areia, numerados do 20 ao 1. O portão 20 começa no término da serra Boiçucanga-Maresias e o portão 1 fica na Barrinha (canto esquerdo da praia).

A Praia de Maresias é o paraíso dos surfistas, pois tem ondas perfeitas vários dias do ano, que quebram ao longo de toda sua extensão. Tudo depende da direção da ondulação e do vento. O famoso sul com leste (ondulação de sul com vento leste – terral) é a condição mais esperada pelos praticantes de surf.

2. Praça do Surf

A Praça do surf fica perto da entrada 4, de frente para o mar, no canto esquerdo da Praia de Maresias. Lá tem feirinha de artesanato, uma pista de skate no formato de piscina (bem estilo Califórnia dos anos 70), parquinho para as crianças e vários banquinhos para você descansar.

Esse é um dos lugares mais legais para ver o pôr do sol, que acontece no canto direito da praia.  Durante o verão, a prefeitura costuma montar um palco para realização de shows bem legais. Só que por conta da pandemia, a ação para o Verão 2021 foi cancelada.

3. Barracas na Praia de Maresias

Em todas as entradas da Praia de Maresias você encontra barracas para alugar cadeira e guarda-sol. Elas também vendem porções, lanches, sucos, água e bebidas alcoólicas.

A mais famosa é a Barraca do Ale, que fica na entrada 17, na frente aos guarda-sóis azuis do Condomínio Mata Azul. Não deixe de comer os wraps super saudáveis e o bolo de banana mais famoso de Maresias.

O restaurante Badauê e Os Alemão também possuem infraestrutura de praia, mas você pode optar por ficar nas mesas do próprio salão. No caso do Os Alemão, existe um deck de madeira com mesas do lado de fora super agradáveis e ducha para quem gosta de tirar o sal do corpo depois de um mergulho no mar.

Quer mais dicas? Continue a sua leitura e saiba o que fazer em Maresias além de ir para praia.

5 dicas de como planejar uma viagem barata (e muito legal!)

Toda viagem tem início no seu planejamento, quando você define para onde quer ir, quando pretende viajar e o quanto pode gastar. Essa é uma etapa muito importante, pois é nessa hora que vamos atrás das atrações turísticas mais legais do destino, das curiosidades e também do custo de tudo isso. Portanto, se você quer planejar uma viagem barata, o primeiro passo é ser organizado.

Pode parecer uma aventura interessante sair sem rumo e tomar as decisões da viagem conforme as coisas vão acontecendo. Só que é preciso ter em mente que isso pode sair bem caro.

Então, se você quer saber como fazer uma viagem que caiba no seu bolso, leia essas dicas simples e eficientes que separamos aqui.

1. Priorize a sua viagem

Para começar a planejar sua viagem, você precisa tratar isso como uma prioridade em sua vida. Pare e pense que tipo de economia você pode fazer no seu orçamento doméstico para conseguir ter dinheiro para viajar. Quem gosta de sair da rotina para conhecer novos lugares – ou para visitar novamente seus destinos preferidos – sempre encara suas viagens como um investimento e não como um gasto.

2. Planeje com antecedência

Para planejar uma viagem barata, a palavra chave é antedecência. É assim que você vai conseguir hospedagens e aluguel de carros mais em conta, por exemplo. Além do mais, o planejamento que tem o tempo ao seu favor, te permite pesquisar melhor e, consequentemente, encontrar os melhores preços.

3. Escolha a data certa

Existem datas que são muito baratas para determinados destinos, mas é preciso tomar cuidado para não cair em roubadas. Existem lugares, por exemplo, onde é calor o ano todo, mas alguns meses são temporada de chuva. Preste atenção também aos eventos que podem estar marcados na cidade, o que pode acabar encarecendo a hospedagem. Fugir dos feriados é outra forma excelente de fazer viagens baratas.

4. Confira o site da hospedagem

Hoje em dia, existem diversos canais para você reservar um lugar para ficar, mas muitos desses sites costumam cobrar uma comissão dos hotéis e pousadas. Por isso, nossa dica é que você sempre veja qual é o valor da diária para reservas diretamente com o estabelecimento onde pretende se hospedar. Na maior parte das vezes, você vai economizar dinheiro com essa atitude simples.

5. Procure atrações turísticas gratuitas

Via de regra, os principais custos de uma viagem são o transporte, alimentação e a hospedagem. Só que em alguns lugares, os passeios turísticos podem acabar saindo mais caro do que todo o resto. Por isso, para planejar uma viagem barata, pesquise quais são as atrações do local e quanto elas custam. Procure optar pelas gratuitas ou econômicas, como passar o dia na praia.

Falando em praia, o litoral norte de São Paulo não deixa nada a desejar quando o assunto é beleza natural e muita diversão. E, para te ajudar, temos mais dicas!

Continue a sua leitura e saiba quais são as 6 PRAIAS NO LITORAL NORTE DE SP QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE CONHECER.